segunda-feira, 26 de julho de 2010

No caminho

Oi!!! Já estou em casa, ainda aproveitando o finalzinho das férias, essa semana vou tentar colocar ordem em tudo, dar uma descansada, fazer algumas consultas médicas, essas coisas que a gente costuma sempre deixar pra depois.

E voltei pra continuar o relato da minha "ego trip" pela Chapada Diamantina.

Let's go!

Saindo de Igatu, ficamos com vontade de passar em Andaraí, que é uma cidade que tem cachoeiras lindíssimas, mas que só se tem acesso através de trilhas (muitas delas de mais de 2 dias). Como já estava um pouco tarde, decidimos seguir para Lençóis.

Na estrada, paramos o carro no acostamento quando ouvimos um barulho alto de cachoeira e  vimos uma placa indicando a Toca do Morcego. A Toca do Morcego é um lugar, uma espécie de barraca no meio da pista, que vende comida, bebida e souvenirs. Acredito que sirva como ponto de apoio, pois tem banheiro, estacionamento.

Placa indicando o mirante

Cachoeira do Rio Paraguaçú, no meio da estrada. Linda!!!

A gente no mirante. Aproveitamos o solzinho que serviu pra esquentar.

Olha aí a ponte no meio da pista.

As pedrinhas encontradas na Toca do Morcego, lapidadas por lá mesmo.

A placa diz tudo!

Olha que banheirinho bonitinho, em meio à natureza.

O pôr do sol não nos escapa!

Chegamos em Lençóis já à noite, eu tava super cansada, doida pra tomar um banho, lavar meu cabelo. Assim que chegamos, fomos procurar uma pousada. Demos uma volta pela cidade, entramos em algumas pousadinhas, até que um menino se aproximou do carro e perguntou se iríamos precisar de guia no dia seguinte. Ele nos levou a uma pousada, que de início não gostamos muito, achamos o ambiente úmido. E então ele nos levou a outra e decidimos ficar lá. Ficamos hospedados na Pousada São José. O proprietário, Alécio, é muito gentil, atencioso, o café da manhã é bem gostoso, com comidas regionais e o preço foi ótimo, R$ 60,00 a diária para o casal. Quem decidir ir conhecer a Chapada, pode se hospedar tranquilamente lá, os quartos são novinhos, tem interner Wi-fi, mas sem dúvida o melhor atrativo da pousada é a simpatia de hospitalidade do dono.

 Já devidamente instalados, banho quentinho tomado, fomos dar uma volta pela cidade, pra comer alguma coisa. A cidade é uma graça, ruas de pedras, restaurantes e barzinhos bem aconchegantes, com mesas e cadeiras na rua, muitas agências de turismo.

Como a gente tava super cansado, decidimos comer um lanche, que era bem rapidinho. Comemos sanduíches de filé deliciosos, com preços super honestos e voltamos pra pousada satisfeitos.

Vista do mercado municipal, diretamente da lanchonete na qual "jantamos".


Rua na noite de Lençóis

A vista pela manhã, na pousada: muitos morros e montanhas.
Detalhe da chave do nosso quarto: chaveirinho de pedra.

A seguir: cenas do próximo capítulo...

Um comentário:

  1. Lugares maravilhosos.Amei as fotos.
    Beijos Mamadi

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...